Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O nosso blog abre um canal onde o internauta poderá participar sugerindo publicação. Enviando fotos

Traduza para seu idioma

Visitas internacionais

Free counters!

Seguidores

Suíça do Agreste Gravatá

Clima de serra no meio do sertão

Gravatá, a 80 km de Recife, é tida como a 'Suíça do Agreste'

Rio - Gravatá é o nome de uma bromélia — planta típica da região agreste de Pernambuco — mas também batizou o município localizado a 80 km de Recife. De cara, o que chama a atenção do turista é o clima ameno — a temperatura fica em torno de 21 graus na maior parte do ano, mas de maio a agosto o frio chega com força. No dia 26 de julho, por exemplo, chegou a registrar 13 graus. A cidade fica a 447 metros de altitude e tem o clima mais frio da região.

Contraditório ou não, o cenário é esse: chalés aconchegantes, chocolate quente, música no festival de inverno e, para o almoço, buchada de bode. Ou seja, as tradições nordestinas convivem com as baixas temperaturas. Não à toa, Gravatá é uma das principais cidades do 'Circuito do Frio de Pernambuco', evento que está na 13ª edição e leva, todos os anos, shows de música e dança também para Garanhuns e Triunfo, no final de agosto. 

O calendário oficial de festas é extenso: Encontro de Orquestras de Frevo, Noite de Blues, Festa do Cavalo, Festa da Estação, Festival Gastronômico, Encontro de Carros Antigos e Encontro de Maracatus. Sem falar da Semana Santa e do São João, festas imbatíveis na preferência dos nordestinos. Para o Natal, Gravatá estará com uma programação especial, intitulada 'Sonhos da Pastorinha Diana'.

"O turismo movimenta, nas principais festas, mais de R$ 30 milhões, considerando todas as atividades, diretas e indiretas", destaca o secretário de Turismo de Gravatá, Ricardo Guerra.

BONECA DA SORTE É O SÍMBOLO

O artesanato tem várias manifestações: couro, barro, metal, tecido, cipó e madeira. O mais significativo é a 'Bonequinha da Sorte', símbolo de Gravatá. A culinária reúne pratos tradicionais, além da buchada de bode, como a galinha de cabidela. A arquitetura tem heranças europeias, influência dos ingleses que passaram por lá no século 19.

O MAIOR AUTO DE NATAL

Gravatá terá o maior Auto de Natal já realizado na região. De 16 a 25 de dezembro, no Pátio de Eventos Chucre Mussa Zarzar, será encenado o 'Sonho da Pastorinha Diana'. Com cerca de 2 horas de duração, o espetáculo contará a história de Natal sob a ótica da pequena Diana, figura central do Pastoril. A ideia é adaptar a tradição nordestina ao Natal.



 

0 comentários: