Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O nosso blog abre um canal onde o internauta poderá participar sugerindo publicação. Enviando fotos

Traduza para seu idioma

Visitas internacionais

Free counters!

Seguidores

DHPP retoma investigação da morte do cantor Vanildo de Pombos

DHPP retoma investigação da morte do cantor Vanildo de Pombos, em PE

Crime aconteceu há quase quatro anos e nenhum suspeito foi apontado.
Ele saía de casa com mulher e filha quando foi abordado por dois homens.



Vanildo de Pombos morreu há quase quatro anos (Foto: Reprodução/TV Globo)
Vanildo de Pombos morreu há quase quatro anos

A polícia retomou as investigações para descobrir quem matou o cantor Vanildo de Pombos, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. Até agora ninguém foi preso, mas a família está esperançosa de que a justiça seja feita. Dois homens em uma moto cometeram o crime, em julho de 2008. O delegado nomeado para investigar o caso é Joel Vieira.

De acordo com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), desde a morte do cantor, foram prestados 35 depoimentos sobre o crime. "Nenhuma vertente investigativa será descartada no momento. Todas aquelas possibilidades serão levadas a termo", afirmou o gestor do DHPP, Joselito Kehrle.

Vanildo Cavalcanti tinha 47 anos. Era paranaense, filho de pais pernambucanos. Em 1980, começou a carreira e escolheu como nome artístico Vanildo de pombos, uma homenagem à cidade onde cresceu. Ele estava saindo da casa onde morava, à noite, quando percebeu dois homens se aproximando numa moto. Orientou a mulher e a filha a entrarem e correu, mas foi
alcançado pelos bandidos. Na fuga, levou os primeiros tiros e caiu em uma canaleta, onde foi executado – foram oito disparos ao todo. Na época, a polícia divulgou um retrato falado de um dos suspeitos, com base no depoimento da viúva. Um homem magro, de pele clara e 1,60 um de altura. Teria entre 18 e 20 anos. Irmãos de Vanildo, Silvinho e Waltinho criaram uma banda de forró. Foi a maneira que encontraram para homenagerar o irmão. "Perdemos nossa mãe, mas ela sonhava com isso [justiça]. O sorriso dela foi ficando fraco...", conta Silvinho Cavalcanti, irmão da vítima. Hilda Cavalcanti, também irmã de Vanildo, comemora a retomada da investigação: "pra nós isso foi uma notícia muito boa".

link

  Acesse   nosso produto mo mercado livre
http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_72868258

0 comentários: