Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O nosso blog abre um canal onde o internauta poderá participar sugerindo publicação. Enviando fotos

Traduza para seu idioma

Visitas internacionais

Free counters!

Seguidores

A POLÍCIA DE PERNAMBUCO PODE PARAR NOVAMENTE!!

Categoria exige incorporação do risco de vida PARA TODOS OS POLICIAS NA ATIVA E INATIVIDADE como fora acordado em negociação, Plano de Cargos e Carreira e a reestruturação do Hospital da Polícia Militar.

Está prevista para a próxima terça-feira (22) uma reunião na Secretária de Administração do Governo do Estado (SAD), no bairro do Pina, com o secretário de administração e com a Secretaria de Defesa Social (SDS) os Comandantes da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros de Pernambuco (CBMPE). Nela serão discutidas as diretrizes da pós-greve. Depois da paralisação de três dias da PM, houve um acordo no qual foram pautadas as seguintes questões: incorporação do risco de vida PARA TODOS OS POLICIAIS NA ATIVA E INATIVIDADE, Plano de Cargos e Carreira e a reestruturação do Hospital da Polícia Militar (CMH).

Há 15 dias aconteceu uma reunião para discutir o que foi feito logo depois da greve. Um projeto foi entregue com os três itens para que passasse por uma análise a respeito do que a categoria estava pedindo. De acordo com o policial Joel da Harpa, as pautas tem até o dia 30 de julho para serem concretizadas. A falta de resposta dos órgãos responsáveis tem deixado os ânimos dos policiais exaltados.

"Não sou eu quem paro nenhuma categoria, são os próprios policiais que percebem essa necessidade de melhorias. Estamos querendo contar pra sociedade o que está se passando, pois caso exista outra paralisação, todos tenham conhecimento que estamos fazendo nossa parte, esperando que as decisões sejam tomadas, e a partir do que nos foi dado, é que iremos tomar uma atitude" contou Joel.

Ele contou também que caso não seja cumprido os três pontos acordados, já existe uma assembleia prevista com a categoria. Na reunião, os policiais discutiriam as definições e diretrizes a serem tomadas e se iriam paralisar novamente ou não.

A intenção da categoria não é fazer uma nova paralisação pois quem mais sofre é a Sociedade,entretanto o Governo precisa cumprir com o prometido nas negociações e mostrar interesse em manter a Ordem Pública valorizando os profissionais de segurança do Estado,se os Policiais Militares paralisarem suas atividades novamente será único e exclusivo mérito do Governo do Estado caso este não cumpra o prometido quando da paralisação.
A tropa está ansiosa e exige o cumprimento dos três itens acordados em negociação.



0 comentários: