Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O nosso blog abre um canal onde o internauta poderá participar sugerindo publicação. Enviando fotos

Traduza para seu idioma

Visitas internacionais

Free counters!

Rodando o Mundo

Seguidores

Marcas e cicatrizes do Cangaço

À ferro e fogo

Marcas e cicatrizes do Cangaço

O fenômeno do cangaço vivenciado por Lampião e seus grupos de cangaceiros, deixou marcas profundas, em todos os recantos nordestinos percorridos, bem como, o sertanejo, vítima de crimes bárbaros. Some-se a isso, também as violências praticadas por alguns policiais das forças volantes.

Foi frequente, o saque de casas comerciais, fazendas incendiadas, corte de orelhas, sequestro, extorsão, castração, violação de mulheres, surra á palmatória e chicote, mulheres ferradas como animais, no púbis, nas coxas, nos rostos, além de corpos "pipinados" a punhal etc.

Algumas destas vítimas de ambos os lados da história se deixaram fotografar pela imprensa, testemunhas oculares e pesquisadores anos depois do fato.

Pedro José dos Santos (Pedro Batatinha) - vítima de castração pelo grupo de Lampião, 
em 17/10/1930,  no município de Nossa Senhora das Dores-SE.

Em 06 de janeiro de 1932, Lampião e seu grupo invadiram Canindé do São Francisco/SE. De imediato, o Rei do cangaço mandou pegar algumas mulheres ( Maria Marques, irmã do soldado Vicente Marques; Izaura, casada com o soldado Bilrinho; Anizia, conhecida por Zininha, além de outras ).

O cangaceiro Zé Baiano ( o qual havia sido traído pela bela Lídia ), esquentou seu "ferro" o qual tinha as iniciais "JB", deixando-o em brasa, e ato continuo, seguindo ordem do chefe, ferrou, em pleno rosto, a Sra. Maria Marques, além de outras (Vide foto abaixo).
 Maria Marques, ferrada com as iniciais "JB" - 
em 06/01/1932

Outra vítima de Lampião e Zé Baiano

 José Custódio de Oliveira ( Zé do Papel ), 
teve a "orelha" mutilada, por cangaceiros em Aquidabã/SE .


Abaixo, foto da Cangaceira "Dadá" - Companheira de "Corisco", a qual foi metralhada pela volante do Cel. Zé Rufino, no dia em 25/maio/1940, na Faz. Pulgas/BA, tendo, posteriormente, sido amputada a perna direita da mesma, na altura da coxa. Ela, ainda, sofreu cinco cirurgias na aludida perna. .


Abaixo, foto do ex cangaceiro " Candeeiro " - o qual, no combate de "Angicos"/SE (28.07.1938), foi baleado no braço direito, ficando com uma grande sequela . Nesse combate, morreram Lampião e mais 10 companheiros.
Obs: Candeeiro ainda é vivo, e mora na cidade de Buíque/PE.

Cabo Antonio Isidoro", da volante do Cel. Zé Rufino, que em combate com Lampião, recebeu um balaço na mão, ficando a mesma inutilizada.

Ferimentos sofridos por Lampião

1921 - Ferimento à bala no ombro e na virilha, no município de Conceição do Piancó-PB.
1922 - Ferimento na cabeça. “Só por um milagre escapei”, disse Lampião em entrevista ao Dr. Otacílio Macedo.
1924 - Ferimento à bala no dorso do pé direito, em Serra do Catolé, distrito de Belmonte-PE.
1926 - Ferimento leve à bala, na omoplata, em Itacuruba, distrito de Floresta-PE.
1930 - Ferimento leve à bala, no quadril, no município de Pinhão-SE



precisa de dinheiro fale com Erick

Troque seu limite no cartãoo de crédito por dinheiro e parcele em até 24x
sem consulta ao SPC OU SERASA contato Eric 81.9908 7358 81.8649 5338


Precisando de dinheiro ?

Contos O cometa de Halley do meu pai"

                       Um monte de números e O cometa de Halley do meu pai

Escrever é também lidar com números. Por isso tento me fazer entender nessa introdução cheia de datas. Seguinte: quando nasci, em 1952, meu pai Severino era um coroa de 50 anos. Ao escrever meu livro História sem Nome, entrevistei o avô do amigo Silas Paes Barbosa Júnior, dr. Orestes Rocha e, no meio da conversa, descobri que ele e meu pai haviam nascido no mesmo ano: 1903.

Gostei da “coincidência” e comecei a perguntar sobre coisas que meu velho pai contava e, uma delas, era sobre o Cometa de Halley, que assombrou o mundo em 1910, quando ele e dr. Orestes eram meninos de 7 anos de idade. Meu pai morava em Vitória de Santo Antão, no Pernambuco e dr. Orestes, no Triângulo Mineiro. Meu pai contava que o povo começou a reparar que uma estrela crescia a cada noite e ia ficando cada vez maior, até parecer outra lua. Esse fenômeno real desnorteou a vida do lugar.
As mulheres se juntavam para rezar, os homens confabulavam, as crianças se divertiam e os animais ficavam perdidos sem saber o que fazer. Meu pai contava que os galos não sabiam mais a hora de cantar e que a estrela deixava um rastro luminoso no céu... Só podia ser o fim do mundo.
A notícia se espalhou e as rezas se intensificaram. Dr. Orestes contava que na madrugada o brilho ficava ainda mais bonito. Ele e seus irmãos eram despertados pela negra alta, de canela fina, que trabalhava em sua casa e os levava ao quintal para apreciar o fenômeno.
Assim como foi chegando e brilhou, depois de um tempo, o cometa foi se distanciando para prosseguir em sua rota. O mundo não se acabou e o povo da cidade de meu pai só foi levar outro susto quando entrou pelas ruelas do lugar um carro andando sozinho, sem cavalos. Foi um espanto! O Cometa de Halley, que passa pela Terra a cada 76 anos, deveria voltar em 1986.
O sonho do meu pai era alcançá-lo novamente mas, em 1981 ele partiu desse plano. Agora era a minha vez de ver esse grande fenômeno e eu contava os dias para a volta do cometa. Dr. Orestes e eu alcançamos a data, mas nos frustramos porque não vimos nada, "só notícia de jornal e televisão", como dizia ele.
O cometa passou longe, mas deve voltar em 2061. Dr. Orestes se foi e, é bem capaz que eu não alcance o retorno do Halley. Nesse ano, meu filho mais velho terá 83 anos e o filho dele, 46. Se o cometa passar pertinho, eles terão uma boa história para contar.
*Lenilde Ramos é sanfoneira e craque em contar histórias sobre a vida e Mato Grosso do Sul, autora do livro "História sem Nome".link

Quadrilha desbaratada no bairro do maués + duas pistolas, sendo uma "380 Milímetros" e a outra "45", de uso restrito das forças armadas.

Na tarde deste domingo(14) policiais do 21°.BPM, detiveram no bairro do maués, uma mulher e apreenderam um menor de 16 anos de idade. De acordo com o comandante do batalhão monte das tabocas Renato Aragão, na residência da Renata Targino de Barros de 24 anos, os policiais apreenderam duas pistolas, sendo uma "380 Milímetros" e a outra "45", de uso restrito das forças armadas. Além de doze munições intactas, "calibre 45", e outras sete de "380". O major relatou para nossa reportagem que o menor infrator ja teve passagem pela prática de tráfico de drogas, e que na 

madrugada do sábado para o domingo teria abrido fogo contra um veículo gol que era ocupado por 5 pessoas, entre elas duas mulheres. O carro foi alvejado com doze disparos, e por sorte ninguém foi alvejado pelos disparos.Renato Aragão ainda informou que o companheiro da Renata estava no imóvel e reagiu a abordagem policial, e trocou tiros com o efetivo policial. O homem tinha duas identidades, uma delas era falsa, e o nome era de outra pessoa identificada por Rodrigo Gomes da Silva, mas a foto era a sua . O verdadeiro nome do suspeito foi identificado por Thiago Gomes Medeiros de 25 anos,que está foragido. Segundo o Major, tanto o menor quanto o Thiago haviam recebido R$: 6.000,00 de um comerciante da cidade para assassinar duas pessoas que estavam no interior do veículo. As armas e os dois envolvidos foram encaminhados para central de plantões onde os procedimentos de praxe foram realizados pela autoridade policial.

A motocicleta que os envolvidos iriam usar na fuga após o suposto homicídio foi apreendida pelos policiais uma honda CB-300cc de placa PES-1214

Ex-vereador Geraldo Enfermeiro é baleado na zona rural de Vitória

Foto: Pedro Silva/A Voz da Vitória

Foto: Pedro Silva/A Voz da Vitória


Um ex-vereador de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata do Estado, foi baleado durante uma tentativa de assalto na tarde desta sexta-feira (12), no Sítio Mocotó, na zona rural do município.  José Geraldo Gomes de Araújo, conhecido como Geraldo Enfermeiro, de 56 anos, estava no veículo com sua companheira quando recebeu os disparos. O ex-parlamentar, que já presidiu o legislativo local, levou três tiros, segundo o Hospital João Murilo de Oliveira.  As balas o atingiram de raspão na barriga e no nariz. Após o atendimento na unidade hospitalar, ele foi liberado para prestar depoimento.

Karla Guimarães Santos, de 27 anos, era quem conduzia o carro. Ela foi atingida por três tiros. Ainda segundo o hospital, os disparos atingiram as duas pernas. Karla, após o atendimento, foi encaminhada ao Hospital da Restauração, no Recife. Seu estado de saúde é estável.  A investida criminosa ocorreu quando o casal chegava na casa do sogro do ex-vereador. Os homens já estavam no local praticando um assalto, e dispararam ao ver a chegada do veículo. Segundo Geraldo, "foram quatro homens, que quando viram o carro já vieram atirando. Só deu tempo de ela [a companheira] acelerar e sair de lá", disse ele ao Portal A Voz da Vitória.

Com informações do A Voz da Vitória  link

Homem é preso no bairro do Iraque

Homem é preso no bairro do Iraque por posse ilegal de arma fogo e tráfico de drogas


Na manhã desta segunda-feira (08) policiais civis da delegacia municipal da cidade de vitória de santo antão, comandados pelo delegado Edmilson Batista,prenderam no bairro do Iraque na área urbana da cidade um homem identificado por João Batista Simplício de 24 anos, suspeito de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.  Na residência do suspeito os policiais apreenderam um revolver calibre "38", com oito munições intactas, além de dez pedras de crack. 
O delegado informou que "Gu" como é conhecido já teve passagem pelo sistema prisional de pernambuco por porte ilegal de arma de fogo. 

Depois de ouvido o homem foi indiciado por porte ilegal de arma de fogo, e tráfico de entorpecente, em seguida foi encaminhado para o mini presídio da cidade, onde ficará a disposição da justiça.



Da redação com informações de Eliel Magno link aqui