Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O nosso blog abre um canal onde o internauta poderá participar sugerindo publicação. Enviando fotos

Traduza para seu idioma

Visitas internacionais

Free counters!

Rodando o Mundo

Seguidores

Moro 'reativa' todos os inquéritos contra Lula




Os inquéritos e processos de busca e apreensão e quebra de sigilos que têm como alvo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família foram reativados, nesta sexta-feira, 24, pelo juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, em Curitiba - origem do escândalo Petrobrás.

São frentes que apuram corrupção e lavagem de dinheiro na compra e reforma do sítio, em Atibaia (SP), no negócio do tríplex do Condomínio Solaris, no Guarujá (SP), nos pagamentos para a LILS - empresa de palestras do ex-presidente - e nas doações para o Instituto Lula, entre outros.

"O eminente ministro Teori Zavascki determinou, acolhendo parecer do exmo. procurador-geral da República, a devolução do inquérito. Tendo os autos retornado, traslade-se para estes autos cópia do parecer apresentado no Inquérito 4220 e cópia da decisão de 13 de junho de 2016 na Reclamação 23.457", despachou Moro, que conduz todos os processos da Lava Jato em primeira instância.

O Supremo Tribunal Federal, por ordem do ministro Teori, havia decretado a suspensão da tramitação das investigações contra Lula, sob tutela de Moro, na Justiça Federal em Curitiba, em liminar que acolheu pedido da defesa do ex-presidente, que questionou a competência da força-tarefa em primeiro grau judicial de conduzir os casos.

Alguns dos inquéritos, como o da compra do Sítio Santa Bárbara, em 2010, e da reforma executada no imóvel pela Odebrecht, OAS e pelo pecuarista José Carlos Bumlai, estão em fase final, prontos para serem transformados em denúncia formal.

Sigilo

 Nesta sexta-feira, 24, ao receber de volta os processos de Teori, o juiz da Lava Jato determinou que os inquéritos devem "tramitar exclusivamente entre Ministério Público Federal e autoridade policial". Mas ordenou que "deverá ser observado o sigilo decretado pelo STF", em procedimento de quebra que resultou na interceptação telefônica que captou conversas de Lula.

Nesses diálogos, o ex-presidente foi pego em diálogo com a presidente afastada, Dilma Rousseff - a prova foi invalidada por decisão de Teori -, um dia antes de ser nomeado por ela ministro da Casa Civil. "Ressalve-se, por óbvio, o diálogo datado de 16 de março de 2016, entre o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a Exma. Presidente da República Dilma Rousseff, atualmente afastada, já que invalidado", reforça Moro.

O juiz da Lava Jato determinou ainda que as defesas dos investigados reapresentem a ele "os pedidos formulados perante o Supremo Tribunal Federal".Desde o início das investigações, o Instituto Lula e os advogados do petista têm reiterado que ele nunca praticou qualquer ato ilícito.

O Instituto e a defesa reafirmam enfaticamente que o tríplex do Guarujá e o sítio Santa Bárbara, de Atibaia, não pertencem a Lula. Os valores recebidos pela LILS são relativos a palestras realizadas pelo ex-presidente.link do artigo aqui



Seres apreende celulares, facas e maconha em presídio de Vitória-PE




Uma nova visita da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) ao Presídio de Vitória de Santo Antão, nesta sexta-feira (17), resultou na apreensão de diversos materiais ilícitos.

Dentre os materiais recolhidos pelos agentes penitenciários e seguranças estão balas de maconha (244), celulares (7), carregadores (5), facas artesanais (3), chunço (1) e barrotes (2).fonte aqui 



Polícia do Rio conclui inquérito e pede punição a sete por estupro coletivo

A Polícia Civil do Rio concluiu o inquérito que investigou o estupro de uma adolescente, nos dias 21 e 22 de maio passado, numa favela da zona oeste da cidade. A delegada Cristiana Bento pedirá à Justiça a prisão de seis homens e a apreensão de um adolescente.

A delegada Cristiana Bento pedirá à Justiça a prisão de seis homens e a apreensão de um adolescente.

Inicialmente, a polícia investigou a 

participação de 33 pessoas no estupro coletivo. Menos de um mês após o início das investigações, a polícia conclui a investigação comprovando a participação de sete pessoas.

Um novo inquérito será aberto para verificar se houve a participação de mais homens na violência contra a adolescente. "Como a adolescente diz que houve mais pessoas, a gente não descarta a informação", disse a delegada Cristiana Bento, da Delegacia de Criança e Adolescente Vítima.

As investigações e a perícia apontaram que Rai de Souza, Raphael Belo, Moisés Camilo de Lucena e um adolescente conhecido como Perninha estavam na casa e violentaram a adolescente. Souza, Belo e Lucena serão indiciados por estupro, além de produção e transmissão das imagens.

As vozes que aparecem nos dois vídeos são desses quatro homens. "A vítima diz que quando acordou havia dois homens segurando ela e outros dois mantendo relação com ela", diz a delegada. A perícia, porém, não consegue definir a ordem de produção dos vídeos.

A polícia também pedirá a prisão do traficante Sergio Luiz da Silva Junior, o Da Russa, chefe do tráfico do morro da Barão. A casa conhecida como "abatedouro" fica diante do QG do tráfico na comunidade.

"A vítima, em depoimento, diz que encontrou com Da Russa na porta da casa quando deixava o local. É impossível que algo ali acontecesse sem que ele soubesse. Ele tem o domínio final do fato", disse a delegada.

A polícia ainda pediu a prisão, pela transmissão das imagens, de Michel Brasil e Marcelo Miranda. "Espero que este caso tenha uma punição exemplar. Esse caso serve como alerta para aquela comunidade. Eles não têm consciência de que houve um estupro ali", contou Cristiana Bento.link aqui


Megatraficante brasileiro é fuzilado no Paraguai




O megatraficante brasileiro Jorge Rafaat Toumani, o "Rei da Fronteira", morreu fuzilado em um tiroteio na noite desta quarta-feira, emboscado no centro de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia onde vivia como suposto empresário de segurança privada, na fronteira com Ponta Porã (MS). A família sepultou o corpo nesta quinta-feira em solo brasileiro, no cemitério local da cidade sul-mato-grossense. A segurança foi reforçada na cidade e as polícias Civil e Militar estão em alerta.

O bando motorizado que o atacou usou armamento de guerra e artilharia anti-aérea: fuzis e uma metralhadora Browning M2 .50, escondida dentro de uma caminhonete para parar o jipe Hammer preto blindado do narcotraficante Rafaat. O que se seguiu foi uma intensa troca de tiros entre quadrilhas por toda a cidade. A Polícia Nacional do Paraguai também interveio e trocou tiros com os bandidos. Sete suspeitos foram presos. Um brasileiro suspeito de ter feito os disparos contra Rafaat está internado em uma clínica privada em Assunção, capital do Paraguai.

Eram cerca de 18h45 quando Rafaat foi emboscado em uma cena de proporções cinematográficas nas principais ruas de Pedro Juan Caballero, como a Avenida Teniente Herrero. Ele não teve tempo de reagir. Seus guarda-costas estavam em outras picapes e perseguiram os rivais por algumas quadras. "Avisem a polícia, tem um tiroteio imenso acontecendo agora perto da Igreja San Gerardo, tem muita gente aqui", pediu socorro um homem conforme áudio no Whatsapp.

Conforme o jornal paraguaio ABC Color, Rafaat recebeu dezesseis tiros disparados por um bando de pistoleiros e seus capangas conseguiram revidar. Ele morreu na hora, sentado ao volante da Hammer. Um vídeo capturado por câmeras de segurança e divulgado pela imprensa paraguaia mostra parte do confronto no trânsito. Uma Toyota de cor clara passa à frente do comboio que protegia a Hammer de Rafaat e inicia os disparos de .50 logo após o cruzamento, enquanto as pick-ups de seguranças dele ficaram paradas. Em seguida, os homens do traficante descem armados com fuzis, disparam algumas vezes e correm. Mas o carro do chefe já estava fuzilado adiante.

Segundo a imprensa paraguaia, ele já havia sido alvo te um atentado anterior da facção brasileira Primeiro Comando da Capital (PCC), também agora suspeito do ataque fatal. Rafaat teria assumido nos anos 2000 rotas do tráfico antes operado pelo então maior traficante do país, Fernandinho Beira-Mar. Ele já era alvo da Justiça brasileira em ao menos cinco ações penais crimes como tráfico internacional, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

A morte levou terror à região de fronteira e despertou a atenção das forças policiais paraguaias e brasileiras. A Força Nacional havia sido enviada à região. A Polícia Federal também está em alerta e o investigava há mais de dez anos. Lojas de pneus que seriam de propriedade de Rafaat foram incendiadas. Ele vivia supostamente como empresário de segurança privada na região.

Ele o irmão Jospeh Rafaat foram condenados em 2014 pelo juiz Odilon de Oliveira da Justiça Federal em Campo Grande (MS). Eram donos da Fazenda São Rafael, na qual funcionava um laboratório de produção refino da pasta base de cocaína bruta. E também estavam envolvidos em duas remessas milionárias de drogas para o Brasil, uma de 488 quilos e outra de 492 quilos de cocaína. Jorge Rafaat pegou 47 anos de prisão ao todo e multa de 403.800 reais. O irmão, a 15 anos de prisão e multa de 83.200 reais. Ambos ainda recorriam da condenação.

Na ocasião, o juiz confiscou sete aviões, dezenas de veículos de luxo, reboques e caminhonetes, uma lancha, ao menos seis fazendas e outros seis imóveis residenciais dele no Brasil e no Paraguai. Rafaat já havia sido preso antes e controlava rotas para atravessar maconha e cocaína para o Brasil e enviar para entrepostos no interior do país.

Rafaat era conhecido na região como "Patrão", "Seu Jorge" e "Turco". Ele também respondia a ação penal por crime contra o sistema financeiro nacional, por operar uma casa de cambio clandestina. A sede ficava no lado paraguaio, mas ele operava transações internacionais a partir de Ponta Porã e usava uma linha telefônica brasileira, conforme a denúncia do GAECO do Mato Grosso do Sul. Para o Ministério Público, ele era dono da casa de cambio Western Union DHL. Para a defesa, não. Rafaat era violento ao cobrar os créditos dos clientes e chegou a praticar torturas, segundo os investigadores.LINK AQUI

Propina para Aécio foi de R$ 1 milhão, diz Machado em delação premiada


O senador Aécio Neves (PSDB-MG) recebeu R$ 1 milhão em recursos ilícitos para financiar sua campanha eleitoral à Câmara dos Deputados em 2001, de acordo com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, em delação premiada firmada com os investigadores da Lava Jato.

Segundo Machado, ele, Aécio e Teotônio Vilela (presidente do PSDB à época) arrecadaram cerca de R$ 7 milhões (R$ 19,4 milhões em valores atualizados e corrigidos pelo IPCA). Os recursos teriam sido utilizados para bancar a campanha de pelo menos 50 deputados e formar uma base majoritária para eleger Aécio para a Presidência da Câmara. Na delação, o ex-presidente da Transpetro relata que R$ 4 milhões do total obtido vieram da campanha de reeleição de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), então presidente da República, em 1998. O restante teria saído de empresas.

“A maior parcela dos cerca de R$ 7 milhões de reais arrecadados à época foi destinada ao então deputado Aécio Neves, que recebeu R$ 1 milhão de reais em dinheiro”, disse Machado, acrescentando que o tucano “recebia esses valores através de um amigo de Brasília que o ajudava nessa logística”. Antes de de filiar ao PMDB, Machado integrava os quadros do PSDB.

Na delação, o ex-presidente da Transpetro corroborou, ainda, outros depoimentos sobre Aécio em relação a recebimento de propina de Furnas e disse que "parte do dinheiro para a eleição de Aécio para a Presidência da Câmara veio de Furnas", à época comandada por Dimas Toledo.

"Todos do PSDB sabiam que Furnas prestava grande apoio ao deputado Aécio Neves via o diretor Dimas Toledo, que era apadrinhado por ele durante o governo Fernando Henrique Cardoso e Dimas Toledo contribuiu com parte dos recursos para a eleição da bancada da Câmara à época", disse Machado.

O senador Aécio Neves já é investigado em dois inquéritos abertos a partir da delaçãopremiada do ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS).

link http://www.jb.com.br/

www.jb.com.br
Notícias online e conteúdo de Esportes, Rio de Janeiro, Cultura, Saúde, Ciência, Tecnologia, Economia, Trânsito, Educação, Mundo, País, Tempo real, Tempo, Brasil