Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Visitas internacionais

Free counters!

Rodando o Mundo

Seguidores

Lucro do 1º trimestre de 2019 foi o maior da história do BNDES


O BNDES obteve o maior lucro líquido trimestral de sua história no primeiro trimestre de 2019, com a marca de R$ 11,1 bilhões. O resultado se deve, principalmente, à venda de ações de empresas, com destaque para Petrobras, Fibria, Vale e Rede.

Os R$ 11,1 bilhões representam um crescimento de 436,7% em relação ao primeiro trimestre de 2018, quando o resultado foi de R$ 2,1 bilhões.

Dentre os trimestres mais lucrativos da história do BNDES, a segunda posição fica com o terceiro de 2016, quando o lucro líquido R$ 6,414 bilhões.

 

Veja os cinco maiores lucros trimestrais do BNDES


O BRASIL TEM JEITO

Exportação de café solúvel bate recorde nos primeiros nove meses de 2019


Cafés do Brasil totalizam 30,4 milhões de sacas e café solúvel 3 milhões vendidas ao exterior de janeiro a setembro deste ano

As exportações brasileiras de café, no período de janeiro a setembro de 2019, totalizaram 30,38 milhões de sacas de 60kg, das quais 27,37 milhões foram de café verde, sendo 24,41 milhões de café arábica e 2,96 milhões de café robusta. Nesse total, inclui-se ainda 3,01 milhões de sacas de café industrializado, das quais 16,15 mil sacas são de café torrado e moído, e volume equivalente a 2,99 milhões de sacas de café solúvel, que correspondem a 9,9% do total exportado.

Com base nesses dados, vale ressaltar que as exportações no período analisado, de janeiro a setembro, nos últimos cinco anos, tanto das exportações totais de café, como do café solúvel, atingiram os maiores desempenhos neste ano de 2019.+ aqui



Embraer sai do prejuízo e registra lucro de R$ 26,1 milhões no 2º trimestre


A Embraer teve lucro líquido atribuído aos acionistas de R$ 26,1 milhões no 2º trimestre, ante um prejuízo de R$ 485 milhões registrado no mesmo período do ano passado. No 1º trimestre, a companhia tinha registrado um prejuízo de R$ 160,8 milhões.

Trata-se do primeiro lucro trimestral após 5 prejuízos seguidos. O último resultado no azul tinha sido registrado no 4° trimestre de 2017, quando a companhia teve lucro de R$ 147,1 milhões, segundo dados da Economatica.

No 1º semestre, entretanto, a Embraer ainda ficou no vermelho, com um prejuízo de R$ 134,7 milhões.


Excluindo-se impostos diferidos e itens especiais, a empresa teve um prejuízo líquido ajustado de R$ 57,6 milhões no 2º trimestre, acima da perda de R$ 21,4 milhões no mesmo período de 2018. No acumulado do 1º semestre, o prejuízo líquido ajustado foi de R$ 287,5 milhões.

A companhia informou que entregou 26 aeronaves comerciais e 25 executivas (19 jatos leves e seis grandes) no 2º trimestre, ante 28 jatos comerciais e 20 executivos (15 leves e cinco grandes) entregues no mesmo período do ano passado. Com o desempenho, a receita líquida da companhia teve crescimento de 19% na comparação anual e alcançou R$ 5,4 bilhões.

Já a carteira de pedidos firmes subiu para US$ 16,9 bilhões no final de junho, acima dos US$ 16 bilhões reportados no 1º trimestre.

A companhia encerrou o 2º trimestre com uma posição de caixa total de R$ 9,49 bilhões e um total de financiamentos de R$ 13,67 bilhões, resultando em uma dívida líquida de R$ 4,17 bilhões.

mais aqui